Não se perca ao entrar...

Aqui contém cenas explícitas de minha nudez ao avesso, para melhor visualização feche seus olhos. (Mary Backes)

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Conflito


Tenho medo das águas do destino
a invadirem o que penso e faço,
numa linha de infinda
contradição.
Eu sou assim:
quero fugir mas chamo,
quero ficar mas me assusta
não ter em mim nada seguro
e certo.
Nunca receio a alegria,
para qual todos os milagres
são normais.
Mas quando tarda quem amo,
meu coração fica exposto
e aberto.
E mesmo assim eu persisto,
e ainda assim espero
ainda, como criança sozinha
atrás do muro.

Lya Luft

2 comentários:

* Felicidade Clandestina disse...

Essa ilustração casou muito bem com o poema.

adoro esse filme ^^

* Felicidade Clandestina disse...

Maria,
obrigada pela doce visita!


seja sempre bem-vinda.


um beijo de poesia e luz.