Não se perca ao entrar...

Aqui contém cenas explícitas de minha nudez ao avesso, para melhor visualização feche seus olhos. (Mary Backes)

domingo, 24 de outubro de 2010

O Lado obscuro de cada um de nós


Quando nos esforçamos demasiado por penetrar noutra pessoa, descobrimos que a impelimos para uma posição defensiva e que ela cria resistências porque, nos nossos esforços para penetrar e compreender, ela sente-se forçada a examinar aquelas coisas em si mesma que não desejava examinar. Toda a gente tem o seu lado obscuro que - desde que tudo corra bem - é preferível não conhecer.

Mas isto não é erro seu. É uma verdade humana universal que é indubitavelmente verdadeira, mesmo que haja imensas pessoas que lhe garantam desejar saber tudo delas próprias.

(Carl Jung. In: Cartas)


5 comentários:

Malu disse...

Maria ,


Seu blog está lindoooo ... :)


Acredito que nunca sabemos ou saberemos tudo de nós.
E concordo que seja bom ser assim.
Até porq somos mutantes e renováveis.
Outra coisa boa ...rs


BjO grande !

João Lenjob disse...

Olha, continuo postando cinco poemas diarios em meu blog, http://lenjob.blogspot.com, mas vim apresentar o meu castelo, http://castelodopoeta.blogspot.com, que é interativo, com poemas de outros poetas, videos, curtas, entrevistas, exposições e etc..., sempre de arte, fotografia, moda (e segunda será postada a entrevista com a booker Sandra Sayão da Ford Models de Minas) e esportes alternativos e queria sua visita lá. Aguardo!
Atenciosamente,

João Lenjob

Noites de Luar Para Sempre
João Lenjob

Se quiseres meu amor
Se sentires ou sentes o que sinto
Se tens o tempo que eu tenho
Se me amas como eu te amo
Se me perdoas, se entendes
Como te faço meu bem
Se és da minha rua ou do meu mundo
Se podes caminhar comigo
Plantar, colher, alimentar, sofrer
Nós podemos viver para sempre
Se estais pronta para tempestades
Ou dilúvios e maremotos, correntes
Para roseiras, constelações e noites de luar
Para noites abraçados e com todos os beijos
Se podes sentir minhas verdades (inteiras)
Se sorrires a cada lágrima minha
E souberes me dar a mão todos os dias
Sentindo a minha falta e também presença
Se venceres comigo todas as batalhas e amando
Nós poderemos viver para sempre.

Jorge Pimenta disse...

é o chamado lado lunar :)
com o passar dos anos e das experiências, cada vez mais me convenço de que nada é certo e definitivo. até porque nada nos pertence; tudo é de tudo o que passa (jordi virallonga)
um beijo!

Maria Borges disse...

Malu e Jorge, Obrigada pelos comentários! Acredito também que tudo na nossa vida possa ser renovável.
Bjus :)

AC disse...

O velho Jung sabia o que dizia...

(Após vários cliques cheguei aqui e... surpreendi-me com o que li. Para seguir, claro)

Bj