Não se perca ao entrar...

Aqui contém cenas explícitas de minha nudez ao avesso, para melhor visualização feche seus olhos. (Mary Backes)

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Sentimentos e sua origem nos juízos


“Confia em teu sentimento!” — Mas sentimentos não são nada de último, originário; por trás dos sentimentos há juízos e estimativas de valor, que nos foram legados na forma de sentimentos (propensões, aversões). A inspiração que provém do sentimento é o neto de um juízo — e muitas vezes de um juízo falso! — e, em todo caso, não de teu próprio juízo! Confiar em seu sentimento — isto significa obedecer mais ao seu avô e à sua avó e aos avós deles do que aos deuses que estão em nós: nossa razão e nossa experiência.
 
(Friedrich Nietzsche)


* Retirado do blog: http://amadeudeprado.wordpress.com/ 

4 comentários:

AC disse...

Poderá ser ou não, mas falou quem sabe. De qualquer modo, nunca conseguiremos despir as camisas que herdámos. Apesar de tudo, elas são a nossa maior riqueza. Incluindo a de Nietzsche.
(Já tinha saudades, Maria!)

Beijo :)

Amapola disse...

Boa tarde.
Lindo pensamento.

Feliz Páscoa!!

Maria Auxiliadora (Amapola)

Estou lhe seguindo.

sarah disse...

Juízo. Preciso aprender um pouco mais disso.

Long Haired Lady disse...

nunca tinha pensado por este prisma!