Não se perca ao entrar...

Aqui contém cenas explícitas de minha nudez ao avesso, para melhor visualização feche seus olhos. (Mary Backes)

sábado, 6 de novembro de 2010

E é tão bom não ser divina


A alegria do pecado
Às vezes toma conta de mim
E é tão bom não ser divina

Perfeição demais
Me agita os instintos
Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito insosso
Pra não ser de carne e osso
Pra não ser carne e osso.

(Zélia Duncan, Carne e Osso)

8 comentários:

João Lenjob disse...

O Castelo do Poeta é um portal único, que veicula com devidas autorizações a arte, a moda, a fotografia e esportes alternativos em videos, textos, entrevistas, exposições e etc. Peço por gentileza que visite-o e que aprecie a arte de cada profissional em sua area e se gostar indique. O endereço é http://castelodopoeta.blogspot.com. Abaixo um poema meu. Espero que goste.

João Lenjob

Antes de Sua Alegria
João Lenjob

Eu sempre procurei o bem
Em todas as ocasiões
Você me fez de loucura e torpor
Você que nem sempre foi bem
Mas sempre me foi um amor
Agora não volto pra casa
Antes de sua alegria
Triste é que não a deixarei ficar
Mesmo não sendo dono da razão
E nem inventor de ilusões
Não peco, senão por rotina
Faço votos querida menina
Atravesso o mundo por seu coração.

Se você só me fosse bem
Talvez eu fosse melhor
E não deixaria mais sentir dor
Agora que volto pra casa
De onde sou, não existe prazo
A alegria não precisa de momento
Só precisa de você com ela
E assim prometo que também estarei.

AC disse...

E é tão bom pecar desta forma!

beijo :)

Dom Quixote (Thomaz) disse...

Belas frawses desta divina Zélia Duncan!

Paulinha disse...

Nunca tinha prestado atenção nessa letra. Adorei!
Bjinhus prima!

Lia Araújo disse...

Gosto tanto dessa musica

obrigada pelo comentário

seguindo aqui, pq gostei muuito


beijos

Dαnielle Oliveirα! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dαnielle Oliveirα! disse...

"... A alegria do pecado, às vezes toma conta de mim..."

Amo esta música!

José Sanches disse...

Alegria do pecado, invade, arrasta, manifesta sabores, faz da carne seu osso, faz do osso sua vontade, instiga até o jeito insosso, mesmo que ele negue ou se diz hermafrodita.

beijo